Clique aqui para ver os outros livros já indicados

Se você possui este livro e já leu, empreste-o a um amigo para que ele também possa partilhar desse aprendizado sublime.

 

“Instruções ao Movimento Espírita”  

Autor: Allan Kardec

Editora: FEB – Federação Espírita Brasileira

 

Resenha:  

                   Nem todos os espíritas já tiveram oportunidade de compulsar as páginas da Revista Espírita, o Jornal de Estudos Psicológicos de Allan Kardec, publicado sob sua responsabilidade direta no período de janeiro de 1958 a abril de 1869.

                   Todavia, além das matérias de cunho doutrinário e daquelas relacionadas com a fenomenologia mediúnica, seus doze volumes estão repletos de instruções e esclarecimentos de grande valia, da lavra do próprio Codificador, especialmente dirigidos aos espíritas e ao Movimento Espírita. São orientações judiciosas, que primam pela urbanidade, pela clareza e pela correção de estilo, muitas delas visando à formação de grupos e de sociedades espíritas, que, então, se multiplicavam na França e em outros países. Dir-se-ia que foram escritas hoje, tamanha é a sua atualidade e oportunidade.

 Trecho da contracapa da obra

Trecho da obra:

“Escassez de Médiuns

                   (…)Na ausência de médiuns, uma reunião que se propõe a algo mais que ver manejar um lápis tem mil e um meios de utilizar o tempo de maneira proveitosa. Limitar-nos-emos a indicar alguns, sumariamente:

                  ) Reler e comentar as antigas comunicações, cujo estudo aprofundado fará com que seu valor seja mais bem apreciado.

                   Se se objetar que seria uma ocupação fastidiosa e monótona, diremos que ninguém se cansa de ouvir um belo trecho de música ou de poesia; que depois de haver escutado um eloqüente sermão, gostaríamos de o ler com a cabeça fria; que certas obras são lidas vinte vezes, porque cada vez nelas descobrimos algo de novo.aquele que não é impressionado senão por palavras, se aborrece ao ouvir a mesma coisa duas vezes, ainda que fosse sublime; faltam-lhe sempre coisas novas para o interessar, ou, melhor, para o distrair. Aquele que medita tem um sentido adicional: é mais tocado pelas idéias do que pelas palavras, razão porque gosta de ouvir ainda aquilo que lhe vai ao Espírito, sem se limitar ao ouvido.

                   2º) Contar fatos de que se tem conhecimento, discuti-los, comentá-los, explicá-los pelas leis da ciência espírita; examinar-lhes a possibilidade ou impossibilidade; ver o que têm de plausível ou de exagero; distinguir a parte da imaginação e da superstição, etc.

                   3º) Ler, comentar e desenvolver cada artigo de O Livro dos Espíritos e de O Livro dos Médiuns, assim como de todas as outras obras sobre o Espiritismo.

                   Esperamos que nos desculpem por citar aqui as nossas próprias obras, o que é muito natural, já que para isso foram escritas. Aliás, de nossa parte não passa de uma indicação, e não de uma recomendação expressa. Aqueles aos quais elas não convierem estão perfeitamente livres para pô-las de lado. Longe de nós a pretensão de imaginar que outros não as possam fazer tão boas ou melhores. Apenas acreditamos que, até o momento, nelas a ciência é encarada de modo mais completo do que em muitas outras, além de responderem a um maior número de perguntas e de objeções. É a esse título que as recomendamos. Quanto ao seu mérito intrínseco, só o futuro lhes será o grande juiz. (…)

Allan Kardec

***

O que é o Clube do Livro do Blog Meditando? Como posso participar?

É um espaço em que, periodicamente, são apresentados livros cuja leitura é recomendada, por serem compostos por conteúdo edificante.

Aqui apenas se sugere; o livro não está disponível para download neste blog, já que constitui material protegido pela lei de direitos autorais.  Respeitar as leis dos homens, contribuindo para a ordem de nossa sociedade, é também honrar a Deus.

Combine com seus amigos e/ou familiares um determinado período de tempo para que todos leiam o livro.  

Reúna-se com eles para conversar a respeito do livro que foi lido por todos e dos ensinamentos que ele traz, compartilhando conhecimentos e opiniões.  

Este livro pode ser encontrado não só em lojas, como também em bibliotecas municipais, de centros espíritas, universitárias, etc.

Se você possui este livro e já leu, empreste-o a um amigo para que ele também possa partilhar desse aprendizado sublime.

Como posso participar?

Utilize o espaço ao final da página, destinado aos comentários, para registrar suas impressões a respeito da obra indicada.

Boa leitura!